• HOME > Homem que matou “Paulinho fiscal” se apresenta a polícia civil

Homem que matou “Paulinho fiscal” se apresenta a polícia civil

15 de abril de 2011

Teixeira de Freitas: Nesta última quinta-feira dia 14/04, Renato Bleimer da Silva, 41 anos, morador da Rua Luis Calmon, bairro Jardim Caraipe se apresentou acompanhado de seu advogado na delegacia de polícia civil (8ª COORPIN), sob ele pesa uma acusação de homicídio, o mesmo é acusado de ter matado “Pulinho fiscal” na última segunda-feira dia 11 de abril.

.

Entenda o caso.

O homicídio ocorreu por volta das 16h00min desta segunda-feira dia (11/04), uma guarnição da Polícia militar foi informada sobre fato ocorrido na Rua Eleuzíbio Cunha, área central: Desta vez a vítima fatal foi ex- fiscal do Estado, Paulo Almeida dos Santos, popularmente conhecido por “Paulinho ex-fiscal”, 51 anos, morava na Av. Brasil, bairro Recanto do Lago.

Segundo informações de populares, “Paulinho ex-fiscal” estava em um bar denominado “Bar do Jacu” jogando sinucão, quando um suposto amigo conhecido por “Renato” chegou em um carro com o som ligado em uma altura acima do normal, “Paulinho fiscal” era uma pessoa muito brincalhona, foi desligar o som do carro do amigo, “Renato” por sua vez, não gostou da  brincadeira de “Paulino fiscal” e desferiu aproximadamente cincos disparos de arma de fogo contra o mesmo, o autor do bárbaro homicídio evadiu-se em um veículo sem deixar pista.

Segundo o delegado Dr. Marcus Vinícius, o acusado “Renato” tinha uma divida com a vítima, o mesmo tentava receber, em meio à conversa onde Renato tentou receber a divida houve uma discussão, logo mais a tarde Renato encontrou “Paulinho fiscal”, onde a vítima ameaçou o acusado, “Paulinho fiscal” para debochar de Renato teria desligado o som do carro do mesmo, “Renato” por sua vez se indignou e acabou efetuando cinco disparos de arma de fogo contra “Paulinho fiscal”.

Ainda segundo o delegado Marcus Vinícius, o Renato foi a encontro da vítima no intuito de matá-lo, o mesmo teria comprado a arma nas mãos de uma pessoa de nome “Sadionor” (que foi assassinado em Medeiros Neto), há alguns meses atrás.

O delegado Dr. Marcus Vinícius, que preside o inquérito policial contra Renato ouviu o mesmo e em seguida liberou, o mesmo irá aguardar a decisão da justiça em liberdade.
 
 
Por: Edvaldo Alves/Liberdadenews


Deixe seu comentário




Matérias Relacionados:


COLUNISTAS