• HOME > Teixeira de Freitas assiste entusiasmada ao sete setembro

Teixeira de Freitas assiste entusiasmada ao sete setembro

8 de setembro de 2010
  

Sete de Sembro em Teixeira de Freitas-BA

 Na manhã de terça-feira sete de setembro, muitas pessoas assistiram ao desfile cívico em Teixeira de Freitas-BA. A beleza e a organização do evento mantiveram o público até o final. E, foi praticamente no fechamento que um acidente assustou a muitos e deixou dois feridos. O desfile mensagens carregada pelas crianças e jovens foram o foco principal. O Colégio da Polícia Militar abriu o desfile, seguido pela Cipe Mata Atlântica (antiga Caema), Polícia Militar e Guarda Municipal. “O último desfile ao qual assisti em Teixeira de Freitas, foi o de 1994, quando desfilei como tenente, depois de tantos anos volto para ver esse desfile bonito, organizado (…) é um culto à cidadania”, palavras do major Osíres, sub comandante do 13º BPM. Antes da entrada das escolas passaram pela avenida os Demolay da ordem maçônica Redenção Extremo Sul, defendendo o voto consciente, e Centro de Reabilitação Mãe Maria. A primeira escola a atravessar a avenida foi a Nova Flor. Escola especial assistida pela Pestalozi. O grupo de idosos Paz e Amor entrou cheio de saúde e esbanjando disposição. Aproximadamente 25 escolas desfilaram. Os alunos levaram temas sociais e mensagens que provocaram a reflexão, como: luta contra o trabalho infantil, viajem responsável para menores,

Sete de Setembro em Teixeira de Freitas

 adoção, arte, cultura, esporte, direitos da criança e adolescente e muitos outros. Alegorias e coreografias enfeitaram o desfile. A Banda Marcial Igualdade e Justiça deu tom ao ato cívico, mas não foi a única. Houve apresentação das bandas do Instituto Francisco de Assis (IFA) e do CETEP (antigo Colem). Os clubes Desbravadores e Exército Real marcaram presença, assim como a Casa da Criança Renascer e Centro de Cultura. Atletas de karatê, capoeira, futsal e handebol também estiveram lá. As Secretarias Municipais de educação, saúde, assistência social, habitação, meio ambiente e turismo, esporte e lazer, infraestrutura, administração, Secretaria de assuntos extraordinários e agricultura foram representadas. Destaque para a área da saúde, que levou muitos funcionários e

Sete de Setembro em Teixeira de Freitas ( Foto Gel Lopes )

veículos para os desfiles. “A grande responsável pelo número de funcionários engajados no desfile é a motivação, ninguém foi forçado a participar, houve apenas um trabalho de conscientização sobre a importância de apresentar nossos programas”, disse o secretário de saúde Geraldo Magela. Mototaxistas, garis, Conselho Tutelar e Promotoria Pública e cavalaria completaram o ato. O prefeito Apparecido Staut avaliou o que viu e fez um desabafo: “queríamos apresentar aqui quinze ônibus novos da educação, mas não foi possível, a verba não chegou a tempo, mas mesmo assim eu gostei do desfile, achei muito bom”.

 O acidente

 Nos instantes finais do desfile a cavalaria iniciava seu percurso quando, Rosilane Oliveira, 23 anos, perdeu as rédeas da égua que montava e caiu. O animal saiu em disparada e acabou batendo em João Leal Machado, 60 anos, que assistia ao desfile. Segundo pessoas que testemunharam o acidente, uma amazona que cavalgava atrás de Rosilane teria batido com uma varinha na égua Hanna. Assustado o animal pulou, Rosilane perdeu as rédeas e caiu. Antes de bater no chão ela teve a queda amortecida ao esbarrar em outro cavalo. Hanna saiu em disparada pela avenida, muitas pessoas saíram correndo. Próximo ao palco em que estavam as autoridades a égua atropelou o senhor de 60 anos e o imprensou contra a estrutura do palanque. Imediatamente o locutor do desfile pediu o atendimento de uma ambulância. Mais de cinco minutos depois, a unidade do SAMU, que havia participado do desfile, chegou para atender o homem. Enquanto isso, a jovem permanecia ao chão, pelo menos dez minutos depois do primeiro atendimento, a outra unidade chegou. As duas vítimas foram levadas para o Hospital Municipal de Teixeira de Freitas. As primeiras informações são de que ambos passam bem. Por: Jotta  Mendes / Portaln3


Deixe seu comentário




Matérias Relacionados:


COLUNISTAS